Com melhoria em anúncios, Twitter supera meta de receita no trimestre

O Twitter divulgou hoje (22) um crescimento de receita acima das expectativas de Wall Street, impulsionada por melhorias nas ferramentas de publicidade dirigida. A empresa também afirmou que as mudanças promovidas pela Apple para manter os dados dos usuários dos iPhones privados atingiram seu faturamento menos do que o temido.

As ações da companhia saltaram 7%, para US$ 75, após o fechamento oficial do mercado.

Desde o começo do ano, o Twitter tem corrido para lançar produtos em novas áreas como salas de bate-papo por áudio e publicação de newsletter em um esforço para recuperar anos de estagnação de negócios e atingir a meta de dobrar o faturamento anual até 2023.

A receita com publicidade totalizou US$ 1,05 bilhão, alta de 87% sobre o mesmo trimestre do ano passado, e superou expectativa de US$ 909,9 milhões de Wall Street.

O Twitter trabalhou para melhorar a eficácia de suas ferramentas de publicidade, que tradicionalmente estavam atrás de rivais como Facebook, que recolhe vastas quantidades de dados sobre os usuários.

As melhorias, junto com uma demanda maior de anunciantes, ajudou a impulsionar a receita da empresa com venda de espaço publicitário, afirmou o Twitter.

“Conforme ingressamos no segundo semestre, estamos aprendendo mais rápido e contratando talentos notáveis”, disse o presidente-executivo do Twitter, Jack Dorsey.

O Twitter registrou 206 milhões de usuários diários ativos monetizáveis no segundo trimestre, cumprindo estimativa de analistas de 205,9 milhões, segundo dados da Refinitiv.

Durante o trimestre, o Twitter lançou mais de 2.500 novas categorias de assuntos para ajudar os usuários a acompanhar conteúdo com base em seus interesses. Ao permitir uma timeline mais personalizada, a companhia afirma que vai conseguir aumentar o engajamento dos usuários.

O Twitter agora espera que o número de funcionários e custos e despesas totais cresçam pelo menos 30% em todo o ano, um aumento em relação à estimativa anterior de 25%, uma vez que a empresa está investindo em equipes de engenheiros e produtos.

Em termos ajustados, o Twitter teve lucro de US$ 20 centavos por ação, bem acima dos US$ 7 centavos esperados por analistas.

O Twitter afirmou que ainda é muito cedo para se determinar o impacto de longo prazo dos novos controles de privacidade introduzidos em abril pela Apple nos iPhones, mas acrescentou que o impacto em sua receita durante o segundo trimestre foi menor que o esperado. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.



LINK DA POSTAGEM (RSS)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *